Iluminação de escritório: projeto prioriza conforto e reduz gastos

11 de Setembro de 2019

Garantir iluminação adequada em ambientes de trabalho é essencial para o bom funcionamento do local. Um bom projeto de iluminação de escritório evita desconforto térmico e visual, aumentando a produtividade e a sensação de bem-estar de funcionários e clientes, além de otimizar o consumo de energia.

Iluminação direta e indireta

Para planejar a iluminação de escritório, é importante trabalhar com iluminação indireta e direta de forma mesclada para diversos ambientes. A luz direta incide sobre as superfícies diretamente, enquanto a luz indireta reflete sobre o teto e paredes, criando efeito de ambientação uniforme.

O primeiro tipo, quando utilizado em excesso, gera calor e mal-estar, já o segundo, apesar de ser relaxante, apresenta efeito difuso e não permite visualização de detalhes, sendo indicado apenas para salas de espera, recepção e ambientes de convívio.

A melhor possibilidade é mesclar características dos dois tipos, em combinações de iluminação semidireta ou semi-indireta. Este arranjo, associado ao uso de luminárias, garante conforto visual e térmico em salas de trabalho e de leitura.

Priorize a utilidade dos espaços

A prioridade da iluminação de escritório é dar comodidade visual e térmica para que funcionários possam desempenhar suas funções corretamente. Por isso, há recomendações de iluminação de acordo com o trabalho desenvolvido no local.

Em escritórios que exigem funções visuais moderadas, a quantidade de luz recomendada é de 500 lux, ao passo que em ambientes em que as pessoas trabalhem com detalhes, como é o caso de engenheiros e arquitetos, a recomendação é de 750 lux. Em áreas de circulação, a recomendação é de 300 lux.

É importante destacar que a iluminação não deve ser muito mais forte que o mínimo exigido, pois luz em excesso pode causar incômodo visual e danos à saúde do trabalhador.

Planeje gastos

Fazer um projeto usando lâmpadas LEDs no lugar de lâmpadas convencionais pode ajudar a reduzir gastos com energia e manutenção desse material. Essa medida, associada com a instalação de dimmers e sensores de presença em áreas de baixa circulação, reduz significativamente gastos com energia e manutenção em um escritório.

Outro ponto importante é aproveitar a luz natural disponível na hora de montar o projeto de iluminação de escritório. A luz natural, além de reduzir o uso de luz artificial, acalma e ameniza o estresse no ambiente de trabalho.