danos elétricos

Aprenda a proteger seus aparelhos de danos elétricos

26 de Julho de 2018

Você já passou por algum apagão ou queda de energia? Provavelmente sim. Situações como essas podem causar grandes prejuízos, como a perda de aparelhos eletrônicos de todos os tipos.

Sabemos que essa situação é um tanto desagradável, afinal, os eletrônicos estão entre os itens de maior custo numa casa. Por isso, é importante saber todos os cuidados que devem ser tomados para se proteger de danos elétricos e evitar prejuízos.

 

As fontes dos principais danos elétricos

Os principais casos de danos elétricos em aparelhos eletrônicos são causados por descargas elétricas, proveniente de raios; mau contato de fios, por conta de um projeto elétrico mal executado; quedas de luz; sobrecarga de energia; e curtos-circuitos.

Os meses de chuva são aqueles que possuem mais ocorrência de danos elétricos, chegando a 40% dos casos, segundo seguradoras. No caso de apagões, a energia volta com muita potência, aumentando a tensão bruscamente e causando danos.

É importante saber, também, que qualquer item que esteja conectado à tomada é passível de danos elétricos, independente de quão novo seja.  E, claro, não se pode esquecer dos danos ainda mais sérios que envolvem a segurança do lar e dos moradores, como choques e até incêndios causado por eletricidade.

 

O que fazer para proteger aparelhos eletrônicos de danos elétricos

Em um primeiro momento, os cuidados parecem ser senso comum e até óbvios. Mas é justamente por isso que estes mesmos cuidados acabam sendo esquecidos. Veja como proteger seus eletrônicos de danos elétricos!

 

  1. Aterramento

É essencial que haja aterramento na sua casa. O aterramento é uma grande proteção contra raios, pois quando estes incidem sobre a área, percorrem toda a extensão, sendo barrados pelo aterramento e dispersados para o solo.

Quando a tempestade parecer muito forte e com raios, o ideal é se prevenir tirando todos os aparelhos da tomada.

 

  1. Estabilizadores, módulos isoladores e nobreaks

Estabilizadores, módulos isoladores e nobreaks são excelentes opções para evitar surtos elétricos e variações bruscas de energia. São itens que ficam entre a rede elétrica e o aparelho, regulando as variações de tensão. Em caso de picos, esses dispositivos queimam um fusível de segurança e interrompem a corrente.

 

  1. Atenção ao mau contato

Mau contato faz com que a energia oscile, o que ocasiona a dilatação e a contração dos fios devido ao calor e provoca surtos de energia. O mau contato pode ser corrigido com um bom projeto elétrico e manutenção periódica da fiação.

 

  1. Disjuntores

Os disjuntores são itens que não podem faltar em nenhum lugar, pois evitam que as descargas de raios cheguem ao circuito domiciliar.

 

  1. Seguro residencial

E para se manter prevenido de quaisquer prejuízos que venham a acontecer, você pode optar por um seguro residencial. A grande maioria deste tipo de seguro cobre danos elétricos a aparelhos eletrônicos, realizando reparos, trocas ou até indenizando o segurado pela perda.

São medidas fáceis de serem tomadas, mas que podem prevenir dores de cabeça e impedir que você tenha gastos extras com reparos ou compra de novos eletrônicos.